Domingo, 7 de Março de 2010

AS QUATRO FAMÍLIAS DA FELICIDADE segundo Christophe André

·         SER: A forma de felicidade em que é suficiente abrir os olhos, regozijar-se de estar lá, sentir-se, simplesmente existir.

·         TER: A felicidade de possuir um livro, um objecto de que se gosta, mas também viver num lugar que se aprecia, de ter um aconchego no inverno, uma luz na noite.

·         FAZER: A felicidade de andar, trabalhar, falar com os amigos, imaginar, criar, fabricar, reparar.

·         PERTENCER: É a felicidade de viver no seio de uma família, trabalhar no seio de um grupo que nos estima, ser amado numa comunidade de amigos.

 

Quatro famílias de felicidade tão simples e elementares que as esquecemos facilmente. Há que abrir regularmente os olhos sobre elas, saboreá-las, preservá-las, fazê-las viver e reviver, multiplicá-las.

                                                                                    Adaptado de “Vivre Heureux”

               

             Soube-me bem: Ler Ernesto Sabato

                                              

“Um luxo verdadeiro é um encontro humano, um momento de silêncio perante a criação, o gozo de uma obra de arte ou de um trabalho bem feito. Gozos verdadeiros são aqueles que embargam a alma de gratidão e nos predispõem ao amor.”

 

Agradeço: As palavras que me tocam, a música que me preenche, o silêncio que me acompanha, as obras de arte que contemplo, os lugares que me envolvem, a casa que me acolhe, os gestos que me sensibilizam, os encontros que me enriquecem, os mimos que me dão. Hoje agradeço especialmente o prémio com que a minha amiga Marta também me mimou. domeulugar.blogs.sapo.pt/13810.html

 

PROPONHO PARA REFLEXÃO

Em que parâmetros baseia o seu índice de felicidade interna bruta? Como pode melhorá-lo?

 

 

 

 

publicado por descobrirafelicidade às 11:27
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De Marta M a 10 de Março de 2010 às 20:40
Teresa:
Vir aqui é um luxo.
Ler as reflexões que escolhes e o critério que se nota nelas...É algo que me faz vir aqui diariamente para reler-te , acreditas?
"Gozos verdadeiros são aqueles que embargam a alma de gratidão e nos predispõem ao amor.”
Esta palavras encaixam em mim na perfeição pelo dia que me foi dado ontem viver em Lisboa.
Vou falar dele no próximo post .
E, por fim, tens razão, atingir índices de felicidade bruta muito satisfatórios é bem mais "barato e fácil" do que se pensa.
Basta olhar com atenção e alguma distância saudável, a nossa vida.
Abraço enorme
Marta M
Nota importante:
Hoje, no fórum em Coimbra, mandei uma mensagem à Sheila (Doce Refúgio) a perguntar-lhe se estaria por ali...E estava ;)
Como sabes, não a conhecia pessoalmente e foi muito bomconhecer o seu olhar disponível e simpático.
É bom saber que estamos na mesma cidade e que ela é minha amiga, agora mais que virtual.
Gira a vida!
De descobrirafelicidade a 11 de Março de 2010 às 18:03
Marta
Tão bom ler que aqui vens reler-me Marta... Isto, sim, é que é um luxo. Muito obrigada pelo conforto que me trazes.
E a vida é mesmo gira. Fiquei contente com o vosso encontro: Pelo que leio da Sheila também acho que é uma pessoa especial (pensei é que fosse mais fácil vocês encontrarem-se aí em Coimbra). Até agora só com uma pessoa é que passei do virtual para o real e ficou uma ligação mesmo muito forte. "Gira a vida!"

Comentar post

mais sobre mim

pesquisar

 

Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

Portfolio da felicidade

Amizade, respeito e liber...

Magnolia

Recursos emocionais renov...

Três lições do Tao

A bagagem da outra pessoa

Nostalgia

Encontrar o nosso "apelo ...

Coerência interna

Autonomia interior

arquivos

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009



“Tenho uma missão, embora pequena: Ajudar outros que, como eu, andam à procura, quanto mais não seja pelo facto de lhes garantir que não estão sós.”

Herman Hesse

tags

todas as tags