Domingo, 7 de Março de 2010

FIB - Felicidade Interna Bruta

“O Butão tem praticado aquilo que outros países precisam cumprir. Precisamos estender o conceito de Produto Interno Bruto para Felicidade Interna Bruta. Nós, do Banco Mundial, estamos a aprender muito com o Butão”.

                                                                                     Graeme Wheeler

A ideia subjacente ao FIB – indicador de bem-estar que nasceu no Butão e chamou a atenção de muitos governantes e teóricos – é a de que o fluxo monetário não deverá ser a única forma de medir o progresso das nações. O verdadeiro desenvolvimento de uma sociedade está alicerçado em quatro pilares, a saber: O desenvolvimento socioeconómico equitativo, a preservação e promoção da cultura, a conservação do meio ambiente e bons critérios de governo.

“A ideia do FIB é incorporar a felicidade - medida por critérios técnicos em questionários de até 150 perguntas - aos índices de desenvolvimento de uma cidade, Estado ou país”, explica a psicóloga e antropóloga Susan Andrews, organizadora da 1ª Conferência Nacional sobre FIB. Para medir o FIB, a percepção dos cidadãos em relação à sua felicidade é analisada em nove dimensões: padrão de vida económica, critérios de governo, educação de qualidade, saúde, vitalidade comunitária, protecção ambiental, acesso à cultura, gestão equilibrada do tempo e bem-estar psicológico.

“O FIB situa a felicidade como pivô do desenvolvimento, em oposição ao PIB (Produto Interno Bruto, que é a soma das transacções económicas de uma nação), que falha por não contabilizar os custos ambientais e inclui formas de crescimento económico prejudiciais ao bem-estar da sociedade, como o corte de árvores”, afirma a psicóloga.

Num mundo de aceleradas rupturas ecológicas, sociais e psicológicas, talvez o Butão, com sua sabedoria dos Himalaias, tenha algo a nos ensinar. Apesar da subjectividade na medição de felicidade o FIB poderá levar-nos a desenvolver melhores métricas e a completar indicadores como o PIB e o IDH. Que possamos alcançar a prosperidade em harmonia com o planeta e com os nossos semelhantes.

 

 

 

publicado por descobrirafelicidade às 11:24
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


mais sobre mim

pesquisar

 

Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

Portfolio da felicidade

Amizade, respeito e liber...

Magnolia

Recursos emocionais renov...

Três lições do Tao

A bagagem da outra pessoa

Nostalgia

Encontrar o nosso "apelo ...

Coerência interna

Autonomia interior

arquivos

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009



“Tenho uma missão, embora pequena: Ajudar outros que, como eu, andam à procura, quanto mais não seja pelo facto de lhes garantir que não estão sós.”

Herman Hesse

tags

todas as tags