Domingo, 28 de Fevereiro de 2010

Confiança

 

“A capacidade de confiar é própria do homem forte e seguro (…) Quanto mais alguém for verdadeiramente homem, tanto mais é capaz de confiar, porque intui os motivos adequados para “confiar nos outros”.

                                                                                                Luigi Giussani

 

“O grande desafio que uma visão optimista nos coloca é o de transmitir às crianças uma mensagem de alegria, esperança, confiança em si próprias e no futuro, sem escamotear que as dificuldades e preocupações fazem parte da vida!”

                                                                                                  Mª José Ribeiro

 

O optimismo é uma história de confiança: Em nós, nos outros e na vida.

Sabemos que, às vezes, por mais que nos esforcemos e empenhemos, as coisas não resultam como desejaríamos. É justamente aqui que o optimismo se revela: Voltamos a começar, perseveramos, damos a volta por cima das crises. No fundo, o optimismo é uma atitude de confiança na existência, associada à convicção de que em caso de problemas ou decepções, saberemos reagir.

 

“O optimismo não é uma alegria pateta e desenraizada, mas é realista e interveniente. Não se trata de procurar equilíbrios perfeitos, vidas sem erros ou recheadas de invencibilidades, mas sim de encontrar novas forças, outros olhares, mudanças de rumo, e construir transformações que nos trazem mais perto da verdadeira e saudável alegria – apesar, e a partir, dos insucessos e das dificuldades.”

 

Cabe-nos a nós, como educadores, transmitir a semente da esperança, entusiasmarmo-nos para entusiasmar, passar a mensagem de que crescer é bom e vale a pena confiar.

 

Soube-me bem: Olhar para a chuva cair através da janela, na minha cama, de manhãzinha. Sim, também estou um pouco cansada de tanto chover, mas houve uma coincidência entre aquilo que sentia e o mundo lá fora. Uma serena melancolia que me fez sentir uma "indecisa felicidade". E depois, subitamente, um rasgo de sol. Um raio de sol em mim que me despertou, decisivamente, para o dia.

 

              Agradeço: O prémio com que a minha amiga Joana gentilmente me mimou caminhoparaaliberdade.blogs.sapo.pt/39908.html

O email que recebi com o vídeo que inspirou este post.

 

PROPONHO PARA REFLEXÃO em família: 

* o que mais gostam na vossa família?
* o que mais gostam em cada um dos elementos da vossa família?
* o que cada um de vós acha que dá de bom à vossa família?

* que sonhos têm para a vossa família?
* que encontraria, na vossa família, um detective que procurasse descobrir pontos fortes e positivos?

 

Fonte: “Educar para o Optimismo”
Helena Águeda Marujo, Luís Miguel Neto, Maria de Fátima Perloiro

 

 

 

 

tags:
publicado por descobrirafelicidade às 10:18
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


mais sobre mim

pesquisar

 

Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

Portfolio da felicidade

Amizade, respeito e liber...

Magnolia

Recursos emocionais renov...

Três lições do Tao

A bagagem da outra pessoa

Nostalgia

Encontrar o nosso "apelo ...

Coerência interna

Autonomia interior

arquivos

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009



“Tenho uma missão, embora pequena: Ajudar outros que, como eu, andam à procura, quanto mais não seja pelo facto de lhes garantir que não estão sós.”

Herman Hesse

tags

todas as tags