Domingo, 14 de Fevereiro de 2010

Duas histórias

Ao folhear cadernos antigos voltei a reler duas histórias dos meus filhos, quando tinham oito anos, que têm um grande significado para mim. “A menina perdida” foi escrita pelo Tiago para a escola. “A estrela no coração” ouvi o Afonso contar à filha de uma amiga minha, num dia em que saímos para jantar fora e ela, com três anos na altura, fazia uma grande birra para comer.

 

A menina perdida

 

Era uma vez uma menina que tinha ido passear quando se perdeu e ficou muito triste porque não sabia ir para casa, mas apareceu a neve e a neve disse: porque estás a chorar menina? Porque não encontro a minha casa. Então eu sei quem te pode ajudar. A menina ficou muito contente e assim a neve disse que a chuva a podia ajudar e assim ela foi procurar a chuva. Quando encontrou a chuva disse: tu sabes onde está a minha casa? E a chuva disse: Não, mas os pássaros devem saber. Obrigada! E ela foi à procura dos pássaros e encontrou um e disse: tu sabes onde está a minha casa? E o pássaro disse: Sim a tua casa está ali à frente. Obrigada. E foi assim que ela encontrou a casa e ficou contente.

 

 

A estrela do coração

 

Todas as noites a tua mãe, quando tu estás a dormir, transforma-se na estrela do coração. A estrela do coração entra sempre no corpo dos filhos. Como ela é tua mãe, é muito especial para ti. Quando é dia e ela já não é estrela do coração, mesmo que tu te portes mal, como já tinha estado no teu corpo, ela sabe que por dentro tu te portas bem.

 

Soube-me bem: Voltar a esta casa

Agradeço: Novamente aqui (e sempre no coração) a Mãe que tive e os filhos que tenho.

 

PROPONHO PARA REFLEXÃO:

  • Qual a sua primeira memória?
  • O que gostaria de transmitir/ter transmitido aos seus filhos?

 

 

tags:
publicado por descobrirafelicidade às 19:12
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


mais sobre mim

pesquisar

 

Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

Portfolio da felicidade

Amizade, respeito e liber...

Magnolia

Recursos emocionais renov...

Três lições do Tao

A bagagem da outra pessoa

Nostalgia

Encontrar o nosso "apelo ...

Coerência interna

Autonomia interior

arquivos

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009



“Tenho uma missão, embora pequena: Ajudar outros que, como eu, andam à procura, quanto mais não seja pelo facto de lhes garantir que não estão sós.”

Herman Hesse

tags

todas as tags