Domingo, 14 de Fevereiro de 2010

Primeira(s) memórias de infância

Do colo da minha Mãe; das formigas que encheram as minhas sandálias num passeio que fiz com os meus Pais; da semi-luz ao fundo do corredor, à noite, quando estava deitada; do conforto, da luz da minha Mãe…

 

                Frequentemente (mas nem sempre) a essência da infância e consequentemente a essência da sua visão do mundo é recolhida da “primeira memória” (…)

                Não é de admirar, portanto, que o sabor destas memórias iniciais seja frequentemente o mesmo que o dos sentimentos mais profundos da pessoa sobre a natureza da existência.”

                                                                                            Scott Peck

 

                Quando pensei em qual seria a minha primeira memória, achei que era realmente muito difícil recordar-me dela, até porque não sei até que ponto, o que tenho, são memórias reais ou associadas a fotografias da minha infância. Mas não! Tenho mesmo uma “1ª memória” que é a minha Mãe. E a minha Mãe simboliza tudo o que há de bom no mundo. Talvez por isso, a minha visão da existência também continue a ser a de um lugar de acolhimento.

 

        

                   Se fosse viva, a minha Mãe faria hoje 82 anos.

 

“A casa está cheia de ti

Não apenas os retratos os recantos

Os quadros

Não apenas os objectos onde

Roça ao de leve

A suave mão da tua ausência.

Mas aquela luz que trazias dentro

E deixavas de passagem

Nos seres e nas coisas.

 

Talvez agora mores entre as estrelas

Mas brilhas

Intensamente brilhas dentro de casa.”

                                             Manuel Alegre

 

 

 

       

 

 

 

tags:
publicado por descobrirafelicidade às 18:58
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


mais sobre mim

pesquisar

 

Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

Portfolio da felicidade

Amizade, respeito e liber...

Magnolia

Recursos emocionais renov...

Três lições do Tao

A bagagem da outra pessoa

Nostalgia

Encontrar o nosso "apelo ...

Coerência interna

Autonomia interior

arquivos

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009



“Tenho uma missão, embora pequena: Ajudar outros que, como eu, andam à procura, quanto mais não seja pelo facto de lhes garantir que não estão sós.”

Herman Hesse

tags

todas as tags